JEQUIÉ – Relatório da Prefeitura sobre ciclovia no Rio cita ‘zona de respingo de maré’…

Na quinta-feira, trecho da via desabou depois de ser atingido por ressaca.

Questões sobre ciclovia serão esclarecidas na investigação, diz consórcio.

Relatório obtido pelo G1 cita preocupação com maré (Foto: Reprodução)
Relatório obtido pelo G1 cita preocupação com maré (Foto: Reprodução)

“Em geral, a ciclovia [da Niemeyer] não contempla riscos consideráveis”. A frase está em três ofícios da Secretaria Municipal de Obras (SMO) da Prefeitura do Rio, obtidos pelo G1, sobre o progresso das obras da Ciclovia Tim Maia, em São Conrado, Zona Sul do RioEm nenhum deles há menções a ondas ou ressaca. A principal preocupação descrita em um dos documentos é sobre a maré, referente ao mês de abril do ano passado.

“A encosta em determinados pontos é íngreme e considerada zona de respingo de maré o que aumenta o grau de dificuldade de execução das obras”, diz o texto. Na manhã de quinta-feira (21), um trecho de cerca de 35 metros da via foi atingido por uma forte onda e desabou causando a morte de pelo menos duas pessoas.

Moacyr Duarte, engenheiro da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), estudou o projeto básico completo da construção e afirmou ao RJTV que a Prefeitura não previu a possibilidade de ressacas. Ele chamou o projeto de “simplório e insuficiente”.

Anúncios

obrigado por ter acessado o nosso blog, a coordenação agradeçe, acesse e fique bem informado.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: