Greve dos professores do estado vai prejudicar também estudantes da rede municipal.

Preocupado com o risco de evasão escolar e com o prejuízo pedagógico, o secretário João Carlos Bacelar está realizando reuniões periódicas com todo o corpo técnico da Secretaria Municipal da Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secult), para buscar soluções para os alunos da rede municipal de Salvador que vão migrar para escolas da rede estadual no ano que vem. Ao todo, 1.845 alunos do 9º ano (antiga 8ª série) e parte dos 20748 do 5º ano, podem ser prejudicados pelo calendário letivo adotado por conta da greve dos professores. Os alunos da rede municipal, que estão com o calendário letivo em dia e vão concluir o ano em dezembro, só devem começar a estudar em maio, quando provavelmente será iniciado o ano letivo 2013 na rede estadual, se a greve for finalizada por agora. Para Bacelar, o pior é que os reflexos dessa greve poderão ser sentidos até 2015. “O aluno da rede municipal que concluir o nono ano do ensino fundamental em dezembro de 2012 provavelmente só terá acesso à escola da rede estadual em maio de 2013. Certamente vai haver evasão escolar e o prejuízo será do estudante. Com a greve o ano letivo de 2012 está comprometido. Isso revela descaso com a educação do filho do trabalhador, o que me deixa indignado”, disse Bacelar.

obrigado por ter acessado o nosso blog, a coordenação agradeçe, acesse e fique bem informado.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s