O Por quê do Porto Sul na Ponta da Tulha de Ilhéus

clip_image004

A matéria da Gazeta Mercantil (abaixo), sobre o aquecimento do transporte marítimo a partir da demanda de ferro da China, aponta a principal razão para a escolha da “Ponta da Tulha” em Ilhéus por parte da Bahia Mineração como melhor local de instalação do seu porto privativo. O ferro do Brasil mesmo com qualidade inferior ao da Austrália, apenas se torna viável com poucas viagens em navios cadas vez maiores, já que a distância do Brasil para a China é três vezes maior que da Austrália. Justifica-se assim, a necessidade de um Complexo Intermodal que nasce a partir dessa única demanda, que tem a duração máxima de 18 anos, caso sejam exportados 15 milhões de toneladas ano ou 11 anos caso o volume a ser exportado, seja o informado no início das apresentações tanto da Bahia Mineração quanto do Governo do Estado da Bahia, que eram de 25 milhões de toneladas ano e a reserva da Bahia Mineração em Caetité é de 427 milhões de toneladas.

Com o objetivo de cumprir o acordo feito, o Governo do Estado da Bahia, corre contra o tempo em busca de tornar LEGAL, a sua decisão de que seja aquele o local em detrimento das vidas ali existentes, pondo em riscos as gerações futuras, indo na CONTRA MÃO do mundo por investimentos sustentáveis.

A Região Sul da Bahia ou Região Cacaueira, está tendo o seu modelo econômico vigente e que deveria ter o fortalecimento por parte do Governo que prometia em Campanha desde 2002 esta atitude, de forma abrupta e midiática alterado para atender a poucos, enquanto usando de recursos públicos alardeia geração de emprego e renda, prestes a provocar o que hoje é realidade no Extremo Sul da Bahia com a monocultura do eucalipto (deserto verde), o CAOS SOCIAL.

Enquanto isso, temos que estar atentos ao nosso Plano Diretor Participativo que pode ser alterado sem participação popular, mudando os índices paisagísticos e ainda a manipulação da população por parte de políticos que estão acelerando a criação de Associações e organização das mesmas em Centrais de Associações, nos Bairros e Distritos do nosso município, além de empregar os seus próximos nas empresas que estão prestando serviços para a Bahia Mineração.

É papel do JUDICIÁRIO, que é Poder independente, proteger o Estado, principalmente daqueles que acreditam ser o PODER.

Anúncios

obrigado por ter acessado o nosso blog, a coordenação agradeçe, acesse e fique bem informado.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: