Cuidado ao “deletar” seu lixo eletrônico

Por Vanessa Damo*

O computador, o celular, o aparelho de DVD e tantos outros equipamentos fabricados aos milhões, amanhã já se tornarão obsoletos diante de novos lançamentos. Os avanços tecnológicos e a indústria do consumo fazem com que esses aparelhos “velhos” se transformem rapidamente em produtos descartáveis. Um dos grandes problemas dessa cadeia é justamente esse: em todo o mundo está se produzindo cada vez mais lixo eletrônico. Por ano, segundo a Organização Não-Governamental Greenpeace, são produzidos no planeta cerca de 50 bilhões de toneladas de lixo eletrônico.

O problema é que em todos esses produtos eletrônicos há substâncias altamente nocivas ao meio ambiente e à saúde. Por isso, é preciso muito cuidado com a destinação que se dá a eles quando são colocados em desuso, para que não haja qualquer forma de contaminação. O mercúrio, por exemplo, é facilmente absorvido pelas pessoas, seja em contato com a pele ou até mesmo pelo ar. A contaminação pode provocar problemas no cérebro ou no pulmão, levando inclusive ao óbito. O chumbo, arsênio, cobre e alumínio também são exemplos de substâncias tóxicas utilizadas em abundância na produção de aparelhos eletrônicos.

Para evitar os problemas decorrentes da contaminação é preciso que haja um controle efetivo no descarte desses produtos. Para tanto, a população precisa ser melhor informada sobre os danos que o lixo eletrônico provoca e quais os cuidados que pode tomar para evitá-los. Em contrapartida, as empresas que fabricam esses aparelhos também precisam se empenhar cada vez mais na coleta e reprocessamento do lixo eletrônico através de campanhas específicas. Acima de tudo, espera-se que as empresas apostem e invistam mais na fabricação de produtos sustentáveis.

Uma boa alternativa para quem não sabe o que fazer com o aparelho eletrônico que não tem mais serventia alguma é doá-lo a instituições que realizam trabalhos sociais e que necessitam e esperam esse tipo de ajuda. São organizações, por exemplo, que capacitam jovens para trabalhar na montagem e manutenção de computadores ou que promovem a inclusão digital. Além de contar com a gratidão das pessoas que serão beneficiadas por esse gesto de solidariedade, o meio ambiente também agradece.

* Vanessa Damo é deputada estadual (PV-SP)

 Fonte: Marco Paulo – Ex-Libris Comunicação Integrada.

Anúncios

Tags:

obrigado por ter acessado o nosso blog, a coordenação agradeçe, acesse e fique bem informado.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: