DENGUE EM JEQUIÉ: HÁ “INDÍCIOS SUFICIENTES PARA ENQUADRAR E CONDENAR OS RESPONSÁVEIS”, DEFENDE INTERNAUTA.

– Por Jorge Fagundes Pereira

Em minha última manifestação afirmei que a situação da epidemia de dengue em Jequié foi um processo social construído mediante a inoperância e incompetência dos dirigentes municipais, com ênfase na secretaria municipal de saúde. Falei também que o comportamento das pessoas e a forma como o órgão está sendo gerido possuía características de um “modum operandi” criminoso. Tais suposições ficaram tacitamente confirmadas quando, na última reunião do conselho municipal de saúde, a Sra. Secretária Municipal de Saúde apresentou dados e índices de infestação de um sexto ciclo que, segundo o presidente dos Agentes de combate a endemias , nunca existiu, configurando assim a fabricação de informações. Advirto aos nobres leitores que tal prática constitui crime, com penas previstas no código penal brasileiro, conforme podemos ler a transcrição abaixo. Leia.

(CÓDIGO PENAL BRASILEIRO)

“Inserção de dados falsos em sistema de informações (Incluído pela Lei nº 9.983, de 2000)

Art. 313-A. Inserir ou facilitar, o funcionário autorizado, a inserção de dados falsos, alterar ou excluir indevidamente dados corretos nos sistemas informatizados ou bancos de dados da Administração Pública com o fim de obter vantagem indevida para si ou para outrem ou para causar dano: (Incluído pela Lei nº 9.983, de 2000))

Pena – reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa. (Incluído pela Lei nº 9.983, de 2000)

Modificação ou alteração não autorizada de sistema de informações (Incluído pela Lei nº 9.983, de 2000)

Art. 313-B. Modificar ou alterar, o funcionário, sistema de informações ou programa de informática sem autorização ou solicitação de autoridade competente: (Incluído pela Lei nº 9.983, de 2000)

Pena – detenção, de 3 (três) meses a 2 (dois) anos, e multa. (Incluído pela Lei nº 9.983, de 2000).

Parágrafo único. As penas são aumentadas de um terço até a metade se da modificação ou alteração resulta dano para a Administração Pública ou para o administrador. (Incluído pela Lei nº 9.983, de 2000)”

(ASPAS NOSSAS).

Pois bem, diante das mortes observadas e todas as provas e evidencias, devendo se juntar a estas a Ata da última reunião do conselho municipal de saúde, creio haver indícios suficientes para enquadrar e condenar os responsáveis. Exigimos providências urgentes.

O Sr. Reinaldo Silva escreveu:

“Pois deveriamo todos, cidadaos de Jequie, conclamar a população para se manisfestar e não ficar de braços cruzados, esperando que outros morram. Pois só qdo acontece com familiares que as pessoas se manifestam? Juntos temos força, se deixarmos eles tomam conta precisamos execer nossa cidadania. Vamos cobrar do Ministerio Publico. Vamos agir.Ficmos sabendo que A sec. de Saude está pressionando tecnicos pra fechar os casos sabidamente de Dengue hemorragica como inconclusivos ecair no esquecimento. Isto é crime não podemos permitir.

 GILMAR DIRETOR DO HGPV, SE MANIFESTE, NÃO DEIXE QUE O CARGO QUE EXERCE SEJA MAIOR QUE SUA COMPETENCIA QUE É COMPROVADA. NAO SE AMEDRONTE SO ASSIM A POPULAÇAO COMPREENDA A GRAVIDADE DA SITUAÇÃO ABAFADA .É SÓ CONVERSAR COM ALGUNS FUNCIONARIOS E SABER COMO AS PESSOAS ESTAO NO HOSPITAL SANGRANDO E MORRENDO E PELO QUE SE SABE J´PASSOU DE 60 MORTES É SEU DEVER ENQUANTO PROFISSIONAL DE SAUDE. VAMOS GENTE AS RUAS PEDIR JUSTICA.”

Quero esclarecer o que se segue:

Nunca deixei de manifestar as minhas inquietações sobre qualquer tema, por mais polêmico que seja. Pois sempre tenho pautado as minhas condutas na ética, transparência e compromisso com a população, a qual estou a servir.
Não tenho vaidade com o cargo que exerço, pelo contrário, sei da responsabilidade e o quanto é trabalhoso exercê-lo com independência e lisura. Tenho dedicado a minha vida ao trabalho que ora faço a frente do Hospital Geral Prado Valadares. Se demonstro competência é porque temos uma equipe que faz as coisas acontecer. Temos o Secretário Solla que atende as nossas demandas.
Não me amedronto com as dificuldades, tenho lutado muito para que mudanças ocorram no HGPV para melhor. Na condição de Diretor do HGPV tenho publicado diversos números, dados, indicadores, gráficos, comentários, e estudos sobre o desenvolvimento da doença (Dengue) em Jequié e na Região, também as ações implementadas no HGPV para que as equipes se capacitem e tratem os pacientes adequadamente, para que pessoas não morram por conta da falta de assistência adequada. É só entrar no endereço www.saude.ba.gov.br/hgpv e verá que não existe abafamento de informação, pois este não é o nosso papel, é de lei mostrar para o povo o que está ocorrendo, e isto temos cumprido, está explícito no nosso Plano de Contingência para Epidemia de Dengue, é um dos objetivos informar à população sobre os índices de notificação, internação, etc. O Plano foi elaborado em dezembro de 2008, quando já nos preparávamos para a Epidemia, isto poderá ser observado nas notícias do HGPV, disponível no site do Hospital e nos blogs da cidade.
Quando o paciente tem outras patologias e pega o vírus da forma hemorágica da dengue e ainda por cima não inicia o tratamento em tempo adequado, não tem jeito, o risco de óbito aumenta consideravelmente.

Que existem pessoas sangrando por conta da Dengue Hemorrágica no Hospital isto não é novidade desde dezembro de 2008. Mas o número de óbitos por suspeita da Dengue não é este, no HGPV foram 8 (oito) suspeitos, contando com o óbito dessa semana que ocorreu na UTI, dos quais a Vigilância Epidemiológica Municipal já descartou alguns, confirmou outros e existem outros em investigação. Vale salientar que não cabe ao HGPV fechar casos e nem divulgar na mídia se é por dengue o óbito ou não, essa responsabilidade é do Município (SMS e Vigilância Epidemiológica).
Lamentamos as perdas e sofremos juntos com os familiares quando não conseguimos salvar o paciente acometido pela hemorragia, quando o sangramento atinge os alvéolos pulmonares é impossível, só Deus, a pessoa não faz mais as trocas gasosas e o sistema para.

Lamentamos… as equipes estão capacitadas… sabem tratar, poque já tratou mais de 500 pessoas internadas com dengue nos últimos meses, já atendeu mais de 1800 casos suspeitos na porta de entrada do Pronto Socorro do HGPV nesse período, o nosso objetivo era de não perder uma pessoa sequer.
Continuamos a fazer tudo que é necessário para reduzir a letalidade da doença, a´te onde a assistência pode interferir, mas o melhor mesmo e mais efetivo é a prevenção.

Estou a diposição para maiores esclarecimentos.
Respeitosamente,

Gilmar Vasconcelos
Diretor do HGPV
Jequié

Anúncios

Tags:

Uma resposta to “DENGUE EM JEQUIÉ: HÁ “INDÍCIOS SUFICIENTES PARA ENQUADRAR E CONDENAR OS RESPONSÁVEIS”, DEFENDE INTERNAUTA.”

  1. Undondoca Says:

    I’m new to this blog. Apologize for asking this though, but to OP…
    Do you know if this can be true;
    http://www.bluestickers.info/ringtones.php ?
    it came off http://ringtonecarrier.com
    Thanks 🙂

    Curtir

obrigado por ter acessado o nosso blog, a coordenação agradeçe, acesse e fique bem informado.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: